Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Seja a garota que viaja


Você já deve ter lido o texto “Namore uma garota que viaja”. É um ótimo texto; mas eu acredito mais no “seja” do que no “namore”, então resolvi reescrever-lo.

Seja a garota que viaja.

Seja a garota que viaja. Uma garota que prefere gastar seu dinheiro numa viagem no final de semana qualquer à torrar numa promoção do shopping. Seja a garota que está sempre com sapatos confortáveis, pois nunca sabe qual distância vai percorrer naquele dia.

Seja a garota que é marcada em mil fotos diferentes, de pessoas que moram do outro lado do mundo, que coleciona presentes que ganhou dos amigos que conheceu pela estrada, e que tem planos para viajar pelos próximos cinco anos para rever todos que teve que deixar pelo caminho.

Seja a garota que não faz questão de ser a mais bem vestida da turma, mas que é a com a pele mais queimada de sol, a que tem mais cicatrizes que contam histórias e o corpo mais marcado de todos os dias passados escalando montanhas. Seja a garota com brincos sulamericanos, mochila espanhola e sapatos asiáticos, que farão uma combinação de estilo tão único, tão vibrante, que vai fazer com que as pessoas te notem antes mesmo de perguntarem seu nome. Não seja a garota que se contenta com um “Você é linda”, seja a garota que quer ouvir um “Caralho, e você foi pra esse lugar sozinha?!” somado a uma sincera cara de espanto.

Seja a garota que lê livros sobre o mundo inteiro, que escuta Eddie Vedder na estrada, que sabe o nome de lugares maravilhosos que outras pessoas nunca nem haviam ouvido falar. Seja a garota que fala com tanta paixão sobre os lugares que conheceu, que faz qualquer um ter vontade de pedir as contas, colocar uma mochila nas costas e embarcar num avião na mesma hora. Seja a garota que vê as coisas de uma forma totalmente diferente; e que resolve os problemas de um jeito totalmente novo. “É que uma vez quando eu estava viajando, aconteceu algo assim e…”. Seja a garota que prefere passar a noite num saco de dormir com o céu estrelado do que num quarto de um hotel 5 estrelas.

Seja a garota que vive constantemente fora da sua zona de conforto. A que faz o tipo de coisa que qualquer um tremeria de medo. Seja a garota que se muda pro outro lado do mundo, que se joga de um avião ou que divide o quarto com outros 15 estranhos roncando a noite só para economizar U$2 por noite. Afinal você sabe que, quando o assunto é viagem, todo centavo conta.

Seja a garota que ama a vida. Que não tem tempo pra picuinhas, que sabe que a vida voa e que é melhor não perder tempo e viver na maior das intensidades, porque nunca se sabe que curso a vida tomará amanhã. Seja a garota que tem várias tatuagens, cada uma de um lugar do mundo diferente; mas que não têm muitas coisas materiais, pois sabe que roupas desnecessárias na mala significam problema sério na coluna por peso. Seja a garota que passa dias e dias apenas com algumas peças e que, mesmo assim, continua linda: pois se veste de si mesma, e não há como ganhar disso.

Seja a garota que não segue os padrões. Que não faz questão de passeios chiques. Seja a garota que escolhe o caminho mais bonito do trabalho até a casa, e não o mais fácil. A garota que conhece o restaurante mexicano mais típico, o mercado indiano mais próximo e a massagem tailandesa mais barata. Seja a garota que tem o olhar aguçado de uma criança, que repara nas flores do jardim, nos grafites escondidos, nos anúncios colados no ponto de ônibus de um show interessante. Seja a garota que fala sobre tudo o que está a sua volta, e não sobre a roupa de uma outra mulher qualquer na rua.

Seja a garota que ajuda sem esperar o retorno imediato, pois já foi ajudada inúmeras vezes na estrada sem que a pessoa pedisse um tostão de volta. Seja a garota que não liga para coisas pequenas como datas e presentes, mas sim para o esforço que ele fez para encontrá-la, ou para a mensagem que ele te mandou dizendo “Está tocando aquela música que você disse ser a música de Cusco". Seja a garota que responde essa mensagem com um “Escutaremos ela de novo, lá!”.

Seja a garota que sempre tem novidades, e que está sempre curiosa para saber sobre as coisas. Seja a garota mais apaixonada pela vida que você conhece, e que não permite que ninguém lhe corte as asas. Seja a garota que vai, mesmo que ninguém possa ir junto; mas também a que volta, pois reconhece a importância do que se deixou aqui.

Seja a garota que diz sim para os planos mais loucos. A garota cheia de energia que não aguenta ficar parada em casa na frente de um computador. Seja a garota que se encanta pelas coisas realmente boas da vida.

Seja a garota que não precisa de um casamento que custe o preço de uma casa, mas sim a que sonhe com uma casinha simples num lugar paradisíaco, com uma rede e um cachorro. Seja a garota que propõe um mochilão na lua de mel; assim, sem conforto mesmo, mas com milhares de histórias pra contar depois. Seja a garota que prefere menos dinheiro em cada lugar e mais lugares no itinerário, vários passeios e comidas curiosas encontradas pelo caminho que não são oferecidas pelas agências de viagens.

Seja a garota que não tem medo de envelhecer, você sabe que as rugas da pele são as histórias que você tem para contar. Não seja a garota que tem medo das responsabilidades e das obrigações, pois você já viu inúmeras soluções para cada caso por aí, e sabe muito bem que nada é tão preocupante como parece ser.

A sua família vai ter um conhecimento de mundo incrível. Seus filhos vão saber o valor de cada refeição que têm, de cada teto que dormem, de cada monumento histórico que encontram na frente. Seja a garota que ensina seus filhos a respeitar e a amar incondicionalmente a natureza. Isso, é lógico, apenas se você quiser ter filhos.

Seja a garota que, aos 60, tem o mesmo sorriso que aos 20. Seja a garota que não envelhece, a garota que acumulou centenas de experiências notórias. Seja a garota que - a cada dia que passa se aborrece com menos.

Seja a garota que, quando for avó, será atração dos netos de todas as idades, explicando o significado do quadro maya estranho na parede, e fazendo a dança indiana no casamento de um deles. Esse tipo de alegria nunca se apaga, só se prolonga, e se espalha a quem te cerca.

Seja a garota que viaja pois isso renova o seu espírito. Seja a garota que prova pra você mesma (e para o mundo) que você pode fazer qualquer coisa. E que você vai fazer.

Seja a garota que viaja. A não ser, é claro, que viajar não seja a sua praia. Nesse caso, seja quem você quiser ser.

Mas seja de coração.