Caçando a Aurora Boreal na Islândia

A Islândia é um dos poucos países do mundo de onde é possível ver a Aurora Boreal e, por conta da falta do sol, ela só aparece mais ou menos durante o final de setembro e o início de março. Eu, antes de ir, achava que ela aparecia toda noite e que com certeza a veria, mas não é tão fácil assim, consegui vê-la apenas 2 noites das 8 que estive no país.



Existem muitos tours saindo de diversos lugares do país em busca do fenômeno, mas se você está viajando de carro não é necessário gastar mais dinheiro pois é possível encontrá-la por conta própria. Aqui vão algumas dicas:

  • Para ver a Aurora, é necessário estar em um lugar sem luz. Então, se você está hospedado em alguma cidade, precisa procurar um lugar remoto de onde não seja possível ver as luzes da cidade (precisa realmente sair da cidade).

  • O céu precisa estar limpo, sem nuvens. Para ver como está o céu, pode utilizar esse site islandês onde encontrará um mapa com a posição das nuvens agora e nos próximos dias.

  • Existe algo chamado índice KP que mostra “quão forte” está a aurora - algo relacionado ao magnetismo da terra. Como pode ver no mapa a seguir, para avistá-la do sul da Islândia, o índice KP precisa ser de 3 ou mais (se o índice estivesse em 8, por exemplo, seria possível avistá-la desde países como a França e Alemanha).

No primeiro dia que consegui avistá-la, o índice estava em 2. Como estava bem baixo eu consegui ver a Aurora bem fraquinha, mas já foi incrível mesmo assim.

  • A lua também não pode estar muito forte, em um dos meus dias no país todas as condições pareciam estar boas para ver a aurora: o céu estava limpo e o índice KP estava em 4. Eu estava em Reykjavik nesse dia e dirigi cerca de 1h para um lugar longe da cidade, mas não pensei na lua e, como ela estava quase cheia, o céu estava claro e até consegui ver a aurora, mas muito fraca.

  • Outro app muito utilizado para buscá-la é o Aurora (eu abria esse app toda noite enquanto estava no país) .

  • Não se deixe enganar pelas fotos, a Aurora Boreal a olho nu é muito diferente do que vemos em imagens. A câmera capta mais cores e ela aparece muito mais “viva” quando a fotografamos direito. Nessa minha foto, por exemplo, a olho nu ela estava super fraquinha, nem perto desse verdão que aparece na imagem.

  • Aliás, não é qualquer câmera que fotografa a aurora boreal, é como tentar fotografar as estrelas do céu - no seu celular não vai aparecer (a não ser que ela esteja muito forte). Essas foram as especificações que utilizei na minha câmera para fazer a foto: 20", f4.5, ISO1600. 

  • Ah! E você também vai precisar de um tripé ou algo que deixe sua câmera bem parada durante a foto, como o tempo de abertura é bem alto, ela não pode se mexer nem um pouquinho

E, por último, vá bem agasalhado pois o frio é forte.

Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon