Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Como chegar a Machu Picchu

September 29, 2017

Eu estava enrolando para fazer esse post, enrolei tanto que quase fez aniversário de um ano minha viagem ao Peru; mas é que a logística para chegar à Machu Picchu não é das mais fáceis e eu nunca sabia como começar a falar disso. Ta aí um tópico que tem aos montes na internet e ainda assim as pessoas não conseguem entender direito até estarem realmente lá: Chegar à Machu Picchu.

Mas vou tentar fazer o meu melhor para explicar:
 

Bom, vamos começar explicando as duas principais cidades do trajeto:

1. Cusco

É a cidade base para quem vai pra Machu Picchu. Tem aeroporto, tem hotel, restaurante, rodoviária, agência de turismo, shopping, etc. Mas se engana quem pensa que Cusco fica perto de Machu Picchu; fica bem longe e a logística de se chegar lá não é das mais fáceis.

 

2. Águas Calientes

É o vilarejo mais próximo à Machu Picchu. A enorme maioria das pessoas chega lá durante a noite (depois de um dia inteiro de viagem), para subir a montanha no dia seguinte de manhã.
 

 

 Foto: goo.gl/s9Jjt8


Parte 1 - Até Cusco


Isso vai depender muito da viagem de cada pessoa. Tem gente que vai direto do Brasil pra lá, tem gente que vai de Lima, tem gente que vai de outros países, etc. Tem até gente que vai do Rio de Janeiro de ônibus pra lá. Cada caso é um caso.
Eu, por exemplo, estava em Puno antes de chegar a Cusco, e cheguei de ônibus (que aliás, foi uma das piores viagens de ônibus da minha vida de mochileira, se liga)

 

 


Parte 2 - De Cusco à Águas Calientes

Existem várias formas de se chegar de Cusco à Águas Calientes, desde as mais caras até as mais roots.

A forma mais cara - e fácil - de se chegar é de trem. É possível comprar a passagem e sair de uma cidade chamada Poroy (bem pertinho de Cusco). Dessa forma em poucas horas você chegará em Aguas Calientes, sem muita dor de cabeça (porém com muitos dólares a menos na carteira. Somente um trecho de trem de Poroy a Águas Calientes custa quase 200 dólares, e isso é só a ida).

Também é possível pegar o trem para Águas Calientes desde as cidades de Urubamba e Ollantaytambo, são um pouco mais longe de Cusco, e portanto as passagens são mais baratas. Mas se você vai de trem eu recomendo já ir direto de Poroy para poupar o ônibus até Ollantaytambo.

 

 

A forma mais roots de se chegar são por duas trilhas que levam dias: A Trilha Inca e a Trilha Salkantay. Não são baratas, pois levam dias e é necessário ir acompanhado. Mas deve ser uma experiência interessante. Eu infelizmente não tinha tempo para fazer essas trilhas, mas quem tem, eu recomendo que faça o teste.

 

 

O caminho mais barato (e pelo que eu e a maioria dos mochileiros opta) é o caminho via Hidrelétrica. O percurso é longo e cansativo, mas é barato e tem uma dose a mais de aventura (e muitas vezes é só disso que a gente precisa né, rs).

Para chegar à Águas Calientes dessa forma, é necessário um dia inteiro apenas para o trajeto. Você sai de Cusco logo ao amanhecer e pega uma van até Hidrelétrica. Essas vans são bem baratas e tem aos montes em Cusco, é muito fácil de encontrar de um dia para o outro. O caminho é chato, cheio de curva e um pouco perigoso.

Hidrelétrica é uma das paradas que o trem faz caso você vá de trem.

Tem quem pegue o trem daí e tem os que realmente não querem gastar (no caso, eu) e façam o restante do caminho a pé.
A caminhada até Àguas Calientes não é dificil, mas é cansativa. Dura cerca de 3 horas e você vai acompanhando a trilha do trem, então não tem como se perder.
Nesse total de 7h de van + 3h de caminhada, você acaba chegando em Águas Calientes quando já está escurecendo, e se prepara para Machu Picchu no dia seguinte.

 

 

Parte 3 - De Águas Calientes à Machu Picchu

 

Quando você acha que chegou ao ponto final e agora é só apresentar seu ticket e entrar em Machu Picchu, você descobre que no dia seguinte tem MAIS CAMINHADA. É isso aí, vocês não botaram fé quando eu disse que chegar em Machu Picchu não era pra qualquer um, né? Os Incas fizeram questão de deixar essa logística bem difícil para nós.

 

De Águas Calientes à Machu Picchu existem duas opções:
1. Uma trilha (que na verdade é uma escada) extremamente íngreme de uma hora saindo do centro de Águas Calientes

2. Um ônibus que faz esse trajeto em 15 minutos, e que custa U$15.

 

Se escolheu a trilha: se prepare pois não é nem um pouco tranquila. É BEM cansativa e você já chega em Machu Picchu parecendo que tomou um banho de rio de tanto que sua.
Se escolheu o ônibus: acorde cedo e se prepare pra fila extremamente longa e demorada. Mas chegue lá em 15 minutos, sequinho.

 

Mas todo o perrengue da viagem é compensado quando se chega no topo daquela montanha e se vê o império que foi construído há tantos anos atrás.
 

 


E depois de acordar as x da manhã, pegar uma van em uma estrada mega perigosa por 7 horas, fazer uma caminhada de mais três horas, acordar as x da manhã de novo e subir infinitos degraus por mais uma hora: cheguei em Machu Picchu.

 

E valeu cada segundo

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias