Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Etiópia - Curiosidades & Dicas

March 1, 2018

A Etiópia é um país muito diferente de todos os que eu já conheci, por diversos motivos. É também um dos mais incríveis que eu já fui: um lugar maravilhoso, cheio de história, de cultura, de coisas para fazer e lugares para visitar. A Etiópia me surpreendeu muito positivamente, e resolvi fazer uma listinha com suas peculiaridades e também algumas dicas para quem tem vontade de conhecer aqueles lados:

 

 

1 A Etiópia é o único país da África que não foi colonizado. 

 

2 Por conta disso, as influências europeias são muito menores: lá eles têm seu próprio calendário (fui no final de 2017 e para eles era 2010), seu próprio idioma, sua própria religião e até o próprio horário.

 

3 Pois é, eles começam a contar o dia a partir de quando o sol nasce. Portanto, meia noite é quando o sol está raiando, o almoço é por volta das 7 da manhã, o sol se põe ao meio dia e por aí vai.

 

4 A cultura Rastafári é inteiramente baseada na Etiópia. 'Ras' significa 'príncipe' e 'Tafari' era o nome de um príncipe famoso por lá que, após virar imperador, ficou conhecido como Haile Selassie. Reconhece esse nome? Pois é. Selassie é até hoje venerado em muitos lugares e, segundo os rastafáris, era a reencarnação de Jah (Deus).

 

5 A religião e a cultura Rastafáris tem suas cores verde, vermelho e amarelo por conta da bandeira da Etiópia.

 

 

6 Shashamane é o nome de uma cidade que, em 1948, foi dada de presente por Selassie aos jamaicanos rastafáris para que eles pudessem voltar ao seu continente de origem, de onde foram tirados a força pelos europeus e escravizados. Até hoje Shashamane é uma cidade rastafári.

 

7 Os primeiros resquícios da nossa espécie, ossos de 3.18 milhões de anos atrás, foram encontrados na Etiópia. Portanto, acredita-se que foi nesse país que a humanidade nasceu.

 

8 Internet é algo um pouco difícil de usar no país. Portanto, se está nos seus planos ir para lá, avise seus pais - ou qualquer pessoa que possa se preocupar com você - que você provavelmente ficará incomunicável de vez em quando. O presidente vira e mexe bloqueia a internet em todo o país, pelos motivos mais triviais, por exemplo: me disseram que, duas vezes por ano, na semana de provas dos estudantes, a internet é bloqueada no país inteiro. Ou seja, duas semanas por ano bancos, empresas, agências e hospitais ficam sem internet para que alguns alunos não colem em suas provas.

 

9 Conseguir um chip pré-pago para colocar no celular também não é tarefa fácil. Tem toda uma burocracia e, caso você não vá passar meses no país, não vale a pena.

 

10 No sul e na capital da Etiópia eu tomei a melhor vitamina de abacate da minha vida. O abacate lá é muito bom, e me deixa triste pensar que eu provavelmente nunca mais vou tomar outro igual :( Então, se você for para lá, aproveite.

 

 

11 As viagens de ônibus lá não acontecem à noite. Portanto, se você pretende ir de ônibus às outras cidades, calcule um dia inteiro para cada trecho.

 

12 Água quente também é algo raro por lá. A não ser que você se hospede em um hotel de luxo, se prepare para tomar alguns banhos frios.

 

13 Injera é o nome da comida mais tradicional e comum do país. É uma espécie de pão - ou de tortilla - esponjoso levemente ácido que eles comem com tudo. É considerada uma superfood e tem dezenas de nutrientes. E é uma delícia (na foto, Injera é a massa que está por baixo e o nome do prato é Beiened).

14 Se prepare também para fazer xixi e cocô em buracos. Os banheiros lá, sem ser em hotéis e restaurantes internacionais, como em diversas outras partes do mundo, não têm privadas, e sim um buraco no chão. Mas no final você acaba se acostumando.

 

15 Apesar de todas as coisas maravilhosas que têm para fazer lá, o turismo no país ainda é algo muito fraco. Em diversas ocasiões eu era a única branca no local. Por um lado é bom: você acaba experienciando muito mais o local e vê como o país realmente é. Mas tem um lado ruim: pelo fato de não haverem muitos turistas, a infra-estrutura do país para o turismo também acaba sendo bem fraca. No meu voo de São Paulo a Addis Ababa (capital da Etiópia) eu fui a única pessoa que desceu no país, o resto do voo inteiro estava fazendo escala para ir a outros lugares. 

É uma pena pois a Etiópia tem tantos lugares incríveis para oferecer, tanta comida boa e gente simpática, mas pouquíssimas pessoas sabem disso e, portanto, nem se interessam pelo país.

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias