Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

O que fazer no Cairo?

March 1, 2018

O Cairo é uma das cidades mais caóticas que já conheci. Se você vai para lá, se prepare para a poluição, para ouvir o barulho de buzinas o dia inteiro, para ser enganada pelos locais e para quase morrer cada vez que atravessa a rua. Mas se prepare, também, para a comida maravilhosa, os bares de shisha, os mercados de rua, as mesquitas uma mais bonita que a outra e o povo sorridente.

 

No Cairo me hospedei em dois diferentes lugares: Freedom Hostel e Meramees Hostel. Nenhum dos dois é espetacular, mas os dois são ok, o Freedom sendo mais arrumadinho. A cultura de hostel ainda não é muito forte por lá, por isso não é tão fácil achar um bom e barato.

 

Passei alguns dias no Cairo e conheci:

Pirâmides

 

 

As famosas Pirâmides, a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que ainda existe, não estão localizadas no Cairo, mas em uma cidade chamada Giza (se pronuncia Guíza) logo ao lado do Cairo. Muitas pessoas preferem se hospedar em Giza para ficar mais perto das Pirâmides, mas não vale a pena; a cidade é bem feia e não tem nada para conhecer além delas.

 

É incrível pensar que elas foram feitas há 5mil anos atrás, e estão de pé até hoje. A tecnologia e a engenharia eram tão avançadas pra época que chega a ser difícil entender como isso foi feito a tanto tempo atrás, não tem como não admirar o Egito Antigo. Infelizmente, parte das pessoas que vão conhecer o complexo não tem essa noção de importância histórica nem de patrimônio público, e você vê várias pessoas escalando as pirâmides (mesmo tendo várias placas dizendo que isso é proibido) e até pixando seus nomes nelas!!


A entrada para as Pirâmides custa LE120 (cerca de U$6) e é possível pegar um guia na porta de entrada, para te explicar toda a história do local. Separe toda a manhã para conhecer o complexo, além de ser longe é bem grande. 

 

 

Você vai ver muita gente andando de camelo pelo complexo, mas também vai conseguir ver como os camelos são maltratados. Então, eu te peço por favor para não andar de camelo no Egito. Eu sei que as fotos ficam lindas, mas a gente precisa parar de maltratar e escravizar animais para o nosso conforto, não financie esse tipo de atitude.

Ah! E se prepare também para os vendedores que ficam no local, porque eles são bem pé no saco e ficam tentando te enganar o tempo topo. Veja aqui algum dos golpes mais comuns.

 

Museu Egípcio

 

O Museu Egípcio é um dos principais pontos turísticos do Cairo. É um museu bem grande, onde você vai encontrar centenas de peças, objetos, caixões, etc. do Egito Antigo. Lá, você vai ver a máscara funerária de Tutancâmon, as múmias de Ramsés II e outros faraós, as esculturas de Akhenaton e sua esposa Nefertiti, entre outras centenas de peças incríveis.
Porém, a curadoria, a organização e a fiscalização do museu são péssimas. É tudo meio que misturado, poucas coisas são explicadas, além de você ver o tempo todo gente colocando a mão onde não poderia. Vimos até uma menina subir e montar em uma esfinge de 4mil anos atrás para tirar uma foto. A entrada custa 120LE (6U$).

 

Cidadela

 

A cidadela é uma cidade murada construída no século XII e um dos principais pontos turísticos do Cairo. Dentro dela, está a famosa mesquita de Mohammed Ali, entre outros locais.

 

 

 

Khan El Khalili

Khan El Khalili (se pronuncia Ran El Ralili) é o mercado de rua mais famoso do Cairo. Muito parecido com o Grand Bazar, de Istambul, no mercado é possível encontrar de tudo, desde especiarias e comida típica até narguiles, bolsas e roupas. É um ótumo local também para ir no final da tarde e fumar shisha no melhor estilo egípcio.

 

 

 Quando estávamos lá, encontramos um restaurante super típico e arrumadinho, chamado Naguib Mahfouz Cafe, pedimos um combinado de várias comidas áraber e uma shisha, e ficamos lá por algumas horas aproveitando o clima egípcio.

 

 

Praça Tahir

A Praça Tahrir é a mais famosa do país, e isso se dá principalmente pelo fato da revolução de 2011 ter acontecido lá. "The Revolution" - como todos lá costumam dizer - foi quando, na época da Primavera Árabe, o povo egípcio se reuniu aos milhões nessa praça para protestar contra o ditador que governava na época. Entenda mais sobre a revolução aqui.

A praça em si não é nada demais, mas é bem central e você muito provavelmente passará por ela.

 

Black & White Desert

O passeio pelo Black & White Desert sai do Cairo, mas é bem longe da cidade. Escrevi sobre ele aqui.

Isso foi o que fizemos durante a nossa estadia no Cairo, mas a capital tem várias outras atrações turísticas, como o Coptic Cairo, a Torre do Cairo, o Palácio de Abdeen, a Ópera, o Museu de Arte Islâmica, entre outros.

 

 

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias