Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Sul da Etiópia - Omo Valley

March 1, 2018

O Omo Valley é uma região no sul da Etiópia, e é onde está instalada a maioria das tribos do país, daquelas bem National Geographic mesmo, sabe?

 

O tour pela região passa por diferentes cidades e tribos, pode ser feito acampando ou ficando em hotel e sai de uma cidade chamada Arba Minch. Não é um tour corrido onde você vai conhecer várias tribos por dia, um lugar costuma ser bem longe do outro e grande parte do tempo passamos dentro do carro.

 

Existem várias agências que realizam esse passeio, todas tem um carro 4x4, um motorista e um guia, eu fiz o tour de 5 dias com o Mamaru, da empresa Mamaru Ethiopian Tour (wpp: +251 91 304 8155 e-mail: mamaruendris@gmail.com). O Mamaru é o guia e o motorista é o Micke, dá pra ver que ambos conhecem super bem a região e já trabalham com isso faz tempo. Além de serem muito profissionais, os dois são super gente boa e o carro deles é parado em todo lugar o tempo todo, e não é a toa né, rs:

 

O tour é bem legal e é muito interessante visitar as tribos, ver como eles vivem, o que fazem, como se vestem, etc. Mas eu não vou mentir: é algo turístico. Não que as tribos sejam montadas, longe disso; as tribos são originalmente assim e é isso que faz o passeio ser tão incrível, mas tem algo que acaba deixando tudo um pouco 'forçado' demais, e isso é o fato de os turistas terem que pagar pelas fotos que tiram. Obviamente não pelo dinheiro em si, até porque é um preço mínimo, mas o que acontece é que os integrantes da tribo ficam o tempo inteiro pedindo que você tire foto deles e posando em posições 'fotogênicas' na sua frente, o que acaba tirando um pouco a graça do lugar. 

Mas, como eu disse anteriormente, apesar desse porém as tribos são sim verdadeiras e absolutamente espetaculares. Tivemos a sorte de ver os integrantes fazendo uma corda (foto1), tirando leite de cabra (foto2), construindo casas novas (foto3) e até tirando a pele de uma vaca recém matada (foto4). A pele eles secam e usam como cama depois, e a vaca eles comem em ocasiões especiais.

 

 

Muitas agências oferecem acampar nas tribos, mas por relatos que eu li, também é tudo muito turístico, e os integrantes da tribo não interagem de verdade com os turistas. Um grande diferencial de fazer o tour com o Mamaru foi isso; por ele ser originalmente da região ele conhece tribos menores e não turísticas, como é o caso da tribo Banna, onde acampamos por uma noite e foi, de longe, o ponto alto do passeio (e talvez até da viagem toda).

A tribo Banna tem um senhor de idade como chefe, e o restante é sua família (esposas, filhos, netos, genros e noras). Eles têm suas plantações e seus carneirinhos, cabras, etc. Passamos parte do dia com eles, conhecemos toda a região da tribo e a noite fizemos uma fogueira. Na fogueira eles colocaram uma cabra que haviam acabado de matar para nós, e sua cerveja artesanal (que tem um gosto super forte e é bebida quente). Comemos a cabra, bebemos a cerveja e ficamos observando como eles vivem, as crianças brincando, as mulheres cantando e todos conversando no dialeto deles. Eles fazem isso em volta da fogueira todas as noites e foi incrível ter participado um dia com eles.
 

 A cima, nossas barracas ao lado de uma das casas da tribo, a baixo, os integrantes da tribo cantando em volta da fogueira.

 O passeio pelo Omo Valley é um passeio caro, onde você vai pagar cerca de U$150/U$200 dólares por dia. É possível sim fazer o tour por conta própria, mas é difícil e eu não recomendo; várias tribos são afastadas e algumas não são muito amigáveis. É importante conhecer a região com alguém que saiba o que está fazendo. É importante também lembrar que quanto maior o número de pessoas, mais barato fica o passeio, já que todas irão dividir um carro. Então, se você for sozinho, prepare-se para pagar um preço bem salgado.

 

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias