Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Península do Sinai

March 1, 2018

Banhada pelo Mar Vermelho, a península do Sinai, no leste do Egito, é um dos locais mais bonitos para se conhecer no país; desde praias no deserto, trekkings, paraísos para o mergulho a muita história e cultura, você encontra um pouco de tudo por lá. As principais cidades para se hospedar são Sharm El Sheikh e Dahab, sendo o primeiro um pólo mais chique, com resorts, shoppings e muitos gringos e o segundo uma cidade mais mochileira e mais hippie, mas também muito turística. Eu passei sete dias em Dahab, e se pudesse teria ficado mais - a atmosfera da cidade é incrível além de ter um milhão de opções de passeios para fazer e lugares para conhecer.

 

 

Atenção: os ataques terroristas que as vezes acontecem no Sinai são no extremo norte da península, os lugares turísticos hoje não apresentam esse tipo de risco e os turistas podem ir tranquilos.

 

Como chegar?

É possível chegar no Sinai tanto de ônibus quanto de avião. O aeroporto fica na cidade de Sharm El Sheikh, onde eu cheguei da Tanzânia, dormi uma noite na cidade e no dia seguinte de manhã fui até a rodoviária e peguei o próximo ônibus para Dahab. O trajeto dura um pouco mais de 1h e foi bem tranquilo chegar e comprar passagem para o próximo ônibus, não é necessário comprar com antecedência.

Vários ônibus também saem de outras cidades em direção a Dahab diariamente (do Cairo principalmente). A principal companhia do Egito se chama GoBus e é possível comprar passagens de ônibus de um dia para o outro.

 

Onde se hospedar?

Eu, pessoalmente, amei Dahab e não me hospedaria em Sharm El Sheikh, mas isso vai de cada um. Em ambas as cidades existem várias opções de hotéis e resorts.
Em Dahab fiquei no Penguin Village, um hotel super barato que fica há menos de 10 minutos a pé do centrinho principal. Paguei cerca de U$6 em um quarto sozinha, com banheiro compartilhado, mas eles também tem quartos melhores e dormitórios. O hotel é barato mas também é simples, não tem serviço de quarto e estava bem vazio quando eu fui. Meu quarto era minúsculo mas o café da manhã era incluso. Achei o preço bem barato. Eles também tem um restaurante e uma escola de mergulho. Só gostaria de ter ficado em um local mais central, mas existem várias outras opções de hospedagem na cidade, e os preços são muito baratos. Acho que vale a pena chegar com uma noite reservada em algum hotel e no dia dar uma andada pela cidade para encontrar o lugar que mais interesse.

 

Quanto tempo ficar?

Fiquei uma semana em Dahab e, se pudesse, teria ficado mais. A cidade é uma graça e têm vários passeios diferentes para fazer saindo de lá. Acho que menos que isso ficaria um pouco apertado, já que alguns passeios são de madrugada ou muito cansativos e acabam precisando de um dia a mais para descansar.

 

O que fazer?

Existem vários passeios para se fazer a partir de Dahab e os preços são bem em conta. Eu aconselho a ir sem nenhum passeio fechado e ir negociando tudo nas agências de lá, não tem perigo dos passeios lotarem e é mais fácil para se programar, além de ser mais barato. Aqui vão os passeios que eu fiz:

 

Blue Lagoon & Blue Hole

Esse é um passeio para se fazer snorkel nesses dois locais. O Blue Hole é um dos melhores lugares para se mergulhar no mundo, mas o snorkel em si não foi nada muito especial, além do local não ser nada demais também.

Blue Lagoon, em compensação, foi um dos lugares mais bonitos que eu já conheci. É uma vilinha super pequena em um local onde o deserto encontra o mar, numa cor verde turquesa. Muita gente dorme nas hospedagens (super simples) que tem lá e eu me arrependi de não ter ouvido falar sobre o lugar antes para ter planejado alguns dias ali. A atmosfera é super hippie, a vila é mega simples, as pessoas são incríveis e é o lugar ideal para descansar e ficar relaxando sem fazer nada por alguns dias. O passeio valeu a pena principalmente por Blue Lagoon, que foi a última parada.

O custo é de cerca de U$20 (2018) e está incluso transporte, almoço e equipamento de snorkel.

 

 

 

White and Colored Canyons

O passeio começa com uma trilha de mais ou menos 1:15h pelos Cânions Brancos, a caminhada é tranquila e muito bonita; o final dela é em um oásis, onde almoçamos uma comida preparada pelos beduínos que vivem lá. Depois do almoço e de descansar um pouco, pegamos o carro e fomos até os Cânions Coloridos, por onde andamos cerca de meia hora. No final dessa segunda caminhada, o motorista nos pegou de carro e voltamos para Dahab. Gostei bastante desse passeio e acho que vale bastante a pena, o custo é de cerca de U$20 (2018) e está incluso transporte, guia para as trilhas e almoço.

 

 

Mount Sinai

Fiz um post separado para o Monte Sinai, ver aqui.

 

 

Day Trip to Petra

Fiz um post separado para Petra, ver aqui.

 

 

Além dessas, existem várias outras opções e vale ver quais interessam mais quando estiverem por lá. O mar vermelho é conhecido mundialmente por ser um dos melhores lugares para se fazer mergulho, e escolas oferecendo seus serviços é o que mais tem por lá. É possível tirar o certificado, mas também dá para fazer um rápido curso e mergulhar poucos metros sem o certificado, tudo isso em um dia. Apesar de ser um dos lugares mais bonitos e baratos no mundo para mergulhar, eu não fiquei muito afim de tentar, mas quem tem interesse vale, e muito, a pena.

 

 

 

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias