Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Sobre o dia que eu mais senti medo na vida, num Safári na Tanzânia

March 1, 2018

Nos parques dos safáris existem vários tipos de acomodação, desde camping até aqueles hotéis chiques que tem piscina com vista pra girafas. Em dezembro de 2017 eu e meu namorado conhecemos o Serengeti, um dos melhores lugares no mundo pra se fazer safári, e é claro que quisemos ir acampando no meio dos bichos.

Os acampamentos são todos dentro do parque, têm uma estrutura de banheiro, cozinha e refeitório e não têm nenhum tipo de cerca, são 100% abertos. Na primeira noite acampamos com várias zebras ao lado, o Dario foi no banheiro uma hora e, ao sair, deu de cara com um búfalo, olhando pra ele. Saiu correndo com medo e viu vários olhinhos de outros búfalos na mata. Foi engraçado.

 

 

Na segunda noite dormimos em um outro camping.

 

 

Chegamos cedo e já montamos nossa barraca na primeira fileira. Jantamos, tomamos banho e fomos dormir. Acordo as 1:15am com um rugido do nosso lado, estava meio sonolenta então não sabia se era sonho ou realidade, decidi esperar mais alguns minutos para entender o que estava acontecendo. Cerca de 10 minutos depois ouço de novo o rugido, mais alto e mais perto. 

 

"Dario, puta que pariu, tem um leão aqui do nosso lado".

 

Ele acordou assustado, e poucos minutos depois, ouvimos de novo o rugido do leão; e a 'risada' de umas hienas do outro lado do camping, esperando o leão caçar pra comer os restos.

 

Mas caçar o que? Só tinha a gente lá. Não tinha UM guarda.

 

 

Sei que não preguei os olhos até as 5:30am. O tempo todo o bicho ficou lá, ia dar uma volta as vezes mas sempre voltava, e rugia. No nosso ouvido, a poucos metros da nossa barraca. E as hienas riam. Todos procurando alguma coisa pra comer. E a gente na primeira barraca, do lado deles. 

 

Pela cabeça já passa de tudo né, "Turista brasileira é comida por leão em safári na Tanzania" seriam as manchetes.

Olha, eu já viajei sozinha pelo mundo inteiro, já pulei de paraquedas, já fui seguida por um homem na Índia, já dormi sozinha em estações de trem em países desconhecidos e já me meti em muita confusão. Mas nessa noite eu descobri que eu não sabia até então o que era sentir medo. Medo de verdade. E
u não fazia a mínima ideia do que era ficar completamente paralisada de medo, sem saber o que fazer ou pra onde correr caso algo acontecesse. Um medo que te impede sequer de se mexer. Meu corpo inteiro tremia do fio de cabelo da cabeça ao dedão do pé. 

O dia raiou e o leão foi embora. Na manhã seguinte só se falava disso, descobri também que existem vários casos de turistas que morrem acampando em safáris, e que são abafados pelos parques. Nosso motorista, que trabalha há 22 anos no parque, disse que é muito raro isso acontecer, mas que acontece; e que também estava morrendo de medo.

 

Bom, pelo menos virou história pra contar. E essa é uma foto de como a lixeira do camping amanheceu no dia seguinte:

 

 

 

Please reload

Como criar um projeto social

August 1, 2019

Se eu pudesse te dar um conselho...

February 7, 2018

Você é insignificante

November 16, 2017

Por que você tem tanto medo?

October 3, 2017

1/6
Please reload

Outros posts:

Acompanhe a autora pelo seu instagram: @amandaeareias