Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Como organizar sua viagem do zero


Foto: https://goo.gl/suy6xE

Quer viajar e não sabe nem por onde começar? Como vai pesquisar passagens? Quanto tempo vai passar em cada lugar? Como vai decidir a acomodação?

Não se desespere, você está no lugar certo! Nos últimos dias tenho recebido várias mensagens de gente do Brasil inteiro me dizendo que quer viajar mas não sabe nem por onde começar.

Então vamos lá, vou ajudar vocês a começar do zero:

1. Para onde você quer ir?

A primeira decisão é óbvia: Pra onde você quer ir? Isso vai depender de muitos fatores: tempo, dinheiro, clima, gosto, perfil e por aí vai.

Algumas pessoas preferem fazer compras nos Estados Unidos, outras preferem conhecer templos na Ásia, outras fazer trekkings no Peru, estudar história na Europa, fazer safári na África, etc.

Isso vai depender somente de você. Cada um sabe do que gosta e o que pode fazer.

Vamos fazer uma viagem hipotética para a Tailândia, ok? Vamos organizá-la juntos e vamos imaginar que temos duas semanas de folga para ir conhecer a Tailândia.

2. Passaporte e vistos

Se você vai viajar para fora da Mercosul, vai precisar de um passaporte válido. A taxa para tirar um passaporte é de R$257,25 (atualizado em outubro de 2016) e é necessário correr atrás disso com antecedência para que não tenha nenhum problema.

Alguns países necessitam de visto, e o passo-a-passo de como tirá-lo vai depender muito de cada lugar.

3. Comprando as passagens

O primeiro passo, depois de o destino estar definido e os documentos em ordem, é comprar as passagens aéreas. O site que eu mais uso para isso é o Momondo, nele você consegue ver os diferentes preços que cada companhia aérea oferece e decidir qual será melhor para você. Coloque sua cidade de partida, a cidade de chegada e as datas escolhidas; no nosso caso eu coloquei de São Paulo para Bangkok (capital da Tailândia) nos dias 1/12 a 15/12.

Como podemos ver, a passagem mais barata é pela Ethiopian Airlines, por R$ 2.958,00. O site também oferece esse pequeno gráfico onde podemos ver quais dias são mais caros e quais dias são mais baratos:

Apesar da Tailândia ser um dos lugares mais baratos do mundo para viajar, as passagens para lá costumam ser bem caras. O site Melhores Destinos costuma publicar promoções aéreas para vários países, vale a pena ficar de olho.

Bom, passagem escolhida, entre no site da companhia e compre sua passagem direto com eles (não compre por sites de busca como o Momondo, compre direto com a companhia aérea, é mais seguro).

3. Quais lugares vou conhecer?

Passagens compradas, é hora de ver quais lugares na Tailândia valem a visita. Para isso, eu uso o famoso: Google. Procuro por relatos de pessoas que já foram, blogs de viagens, etc, e vou anotando todas as cidades que me interessam. Existem vários blogs de viagem, e cada um costuma ser especializado em um tipo de viagem ou região do mundo. Um portal legal que tem informações sobre o mundo inteiro é o Mochileiros, quem não conhece vale a visita.

Depois de alguns dias pesquisando sobre a Tailandia, cheguei a conclusão que quero conhecer: Bangkok (capital), Chiang Mai (no norte), Krabi e Koh Phi Phi (praias no sul).

4. Quanto tempo fico em cada lugar?

As atrações da cidade vão definir quanto tempo é suficiente para cada lugar. Procure em blogs e com certeza achará relatos de pessoas que já foram para os lugares que você vai; veja quanto tempo elas ficaram e quais lugares elas visitaram.

Depois de pesquisar os lugares consegui encaixar no meu roteiro: 5 dias em Bangkok, 3 dias em Krabi, 3 dias em Koh Phi Phi e 4 dias em Chiang Mai.

5. Como vou de uma cidade pra outra?

Isso vai depender muito de onde você está, o tempo que você tem e as distâncias de cada lugar.

E vamos de novo aos blogs! O melhor jeito de se informar sobre o lugar que você vai conhecer é conversando com pessoas que já foram, para isso existem os blogs de viagem.

Outro mecanismo legal para essa parte do planejamento é o próprio Google Maps, nele você pode medir a distância de um lugar para o outro e ver se vale mais a pena ir por terra ou por ar.

Por exemplo, coloquei Bangkok - Krabi no Google Maps e ele me informou que a viagem, de carro, dura cerca de 10 horas. É uma viagem longa. Entrei no Momondo e vi que, de avião, a passagem é apenas R$53,00 e dura uma hora. Vale mais a pena né?

Nesse esquema de comparação você vai vendo como é melhor ir de um lugar para o outro; vai testando diferentes roteiros até encontrar o melhor.

Dica: para ver preços e horários de passagens de ônibus, entre nos sites das próprias companhias do país.

6. Onde vou dormir?

O site que eu mais uso para encontrar acomodação barata é o Hostel World. Coloque a cidade que vai se hospedar, as datas e o número de hóspedes. Com essas informações o site vai te dar uma lista de hostels para que você escolha o seu preferido. O legal é que você pode ver as críticas e recomendações das pessoas que já ficaram nesses hostels, para que não caia em nenhuma furada.

Confira a nota, as reviews, a localização e os preços e escolha o hostel de sua preferência.

Se quiser, faça a reserva pelo próprio Hostel World, você terá que adiantar 10% do pagamento mas terá seu lugar garantido.

7. Outros fatores importantes

Há diversos outros fatores importantes ao planejar uma viagem: seguro viagem, vacinas, cartões internacionais e por aí vai. Você pode ir resolvendo essas outras questões ao mesmo tempo que vai planejando a viagem.

8. VÁ!

Tudo programado? Então já pode embarcar!

**

Esse tipo de planejamento é para quem tem poucos dias e gosta de ir com tudo planejado, para não perder tempo. Se você vai fazer uma viagem mais longa, é mais legal ir com o roteiro inicialmente planejado, mas decidir e ir fechando o roteiro quando já estiver lá, para que não fique preso a nada e veja na hora o que vale mais a pena.

Confira aqui dicas gerais para mochileiros de primeira viagem!

#Viagem