Amanda Areias

Programadora e designer gráfica por profissão, viajante por paixão e feminista por necessidade.​

Mochileira desde os 17 anos, sempre em busca de lugares, culturas e pessoas novas.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Deserto do Atacama - Guia Completo


O Atacama é o deserto mais alto e seco do mundo; porém, está muito enganado quem pensa que por isso lá só tem areia e deserto.

O Atacama tem vários tipos de ecossistemas diferentes, e é de surpreender. Confira algumas fotos:

Onde fica o Atacama?

O deserto fica no norte do Chile e a cidade base em que todos os turistas se hospedam é San Pedro de Atacama.

San Pedro é uma cidade pequena, que fica a cerca de 2400m de altitude e está totalmente voltada ao turismo, com vários restaurantes, hotéis, lojinhas e agências em todos os lugares. É super bonitinha, parece uma cidade do velho oeste, e tem tanto brasileiro lá que é conhecida pelos locais por San Paulo de Atacama. Rs.

A rua principal da cidade é a Caracoles, lá é onde se encontra a maior parte das agências e restaurantes.

Foto retirada do site Um Viajante

Recomendo reservar a primeira parte do seu primeiro dia para conhecer a cidade, e procurar por agências e passeios.

Onde comer?

San Pedro tem vários restaurantes gostosinhos para comer. O primeiro lugar que eu fui lá se chamava Casa de Piedra - localizado na Rua Caracoles - baratinho e muito gostoso.

Me falaram também de um restaurante chamado Pica del Indio (sim, é esse mesmo o nome) que também era muito bom, e mais barato que a Casa de Piedra.

Outras duas opções um pouquinho mais caras - mas também não muito - são o La Estaka e o El Toconar, ambos na Calle Caracoles. Ta afim de comer um hamburguer? Coma no Don Quijote, o hamburguer é enorme e o preço é justo.

Como chegar?

O aeroporto mais próximo fica em Calama, a 100km de San Pedro, e é pra lá que você vai se quiser chegar no Atacama de avião.

Opção 1 - de avião

As companhias que fazem o trajeto Santiago - Calama são a Latam e a Sky Airlines. A Sky é mais lowcost, os voos provavelmente serão mais baratos. Porém, se ao comprar a passagem você já for comprar desde a sua cidade (e não somente Santiago - Calama) pode ser que com a Latam saia mais barato, que foi o meu caso.

É questão de pesquisar e ver qual opção vale mais a pena para cada caso.

Também já ouvi falar que sai mais barato se a passagem for comprada pelo site chileno da companhia.

Se você foi de avião, vai chegar em Calama e precisar ir até San Pedro. Mas não precisa se preocupar antecipadamente com isso, ao chegar no aeroporto você vai ver diferentes opções de agências de transfer que te levam até lá, e também algumas agências de aluguel de carro.

Como em San Pedro você não vai precisar de um carro, recomendo pagar um dos transfers que te levam até lá. O preço é o mesmo em todas as agências: preços

Opção 2 - de ônibus

Também é possível fazer o trajeto de ônibus.

O trajeto custa cerca de U$50, mais barato que a passagem de avião; porém, é uma viagem longa - cerca de 24h - o que, além de ser cansativo, te faria perder um dia inteiro de viagem.

Poucas pessoas optam por essa opção; mas se o seu orçamento está curto, e você não se importa em perder alguns dias de viagem, acho que vale a pena. Também ouvi falar que o trajeto é muito bonito.

Quando ir?

Ao contrário da maioria dos destinos turísticos do mundo, o Atacama não tem uma época de chuva e uma de seca.

É seco o ano inteiro; o que é algo bom, pois significa que é possível visitá-lo o ano todo.

O que vai mudar dependendo da época do ano é a temperatura. Se você for no verão, os dias serão quentes, e as noites um pouco frias. Se for no inverno, os dias não serão tão quentes, mas as noites serão muito frias.

Leve roupa de frio de qualquer forma pois, em alguns passeios é frio o ano inteiro.

Quantos dias ficar?

Cada pessoa tem um calendário diferente e, enquanto algumas conseguem ficar semanas viajando, outras só tem alguns dias. O Atacama é um destino perto do Brasil; porém, como vimos a cima, não é tão rápido chegar lá.

Eu fiquei três dias e meio no deserto, e acho que esse é o tempo mínimo. Deu pra conhecer bastante coisa, mas gostaria de ter ficado mais, pois acabei não conseguindo fazer alguns passeios famosos.

Quem tem um tempo limitado, aconselho a sair do Brasil com os passeios já mais ou menos programados, sabendo o que gostaria de fazer em cada dia. Dessa forma, você não perde nenhum dia programando os outros.

Alguns passeios pegam o dia inteiro, alguns pegam só a parte da manhã, outros só a parte da tarde; dessa forma, dependendo do tour, é possível marcar dois por dia.

Quais passeios fazer?

Esses são os passeios que eu fiz quando estava lá, se tiver menos de três dias e meio, recomendo fazer os mesmos.

- Lagunas Altiplânicas + Piedras Rojas

- Valle de la Luna

- Salar de Tara

- Lagunas Escondidas

- Termas de Puritama

- Geiser del Tatio

- Laguna Cejar

Com qual agência fechar?

Não se preocupe com isso antecipadamente, ao chegar lá você vai ver o por quê.

O que mais tem na cidade é agência de turismo, e sai muito mais em conta reservar os passeios quando você já estiver em San Pedro (até porque dá pra negociar). Existem agências mais caras, com serviços mais reservados, e agências mais baratas.

As duas agências mais famosas por lá são a Ayllu e a FlaviaBia, porém também são das mais caras.

Eu fechei os meus passeios com uma agência chamada Lickan Antay, onde muitos brasileiros trabalham. Eles foram mais baratos do que as demais e pareciam ser mais organizados. Porém, a grande maioria das agências de rua costumam terceirizar seus passeios; dois dos passeios que fizemos com a Lickan Antay, quem realmente nos levou foi a agência Crisol. Esses dois passeios foram os melhores de todos, pois o guia era incrível, super divertido, explicava tudo o que perguntávamos e nos levou para lugares que as outras agências não costumam levar. Se puderem fechar diretamente com eles, eu recomendo.

Onde me hospedar?

Existem vários tipos de hospedagem em San Pedro, desde hostels mais em conta, até resorts de luxo afastados da cidade.

Porém, San Pedro é uma cidade cara - o preço de um quarto compartilhado em um hostel tem uma média de U$15. Pra quem costuma pagar U$8 por noite, 15 pode ser um pouquinho caro.

Algo importante para checar antes de fechar o hostel: se tem água quente. Muitas pessoas que eu conheci lá não tinham água quente e isso acaba sendo um grande empecilho. Muitos hostels também falam que têm, mas quando você chega lá vê que era mentira, é importante ler as reviews antes para ter certeza que você não vai chegar lá e ter que tomar banho frio.

Recomendo ficar o mais perto possível da Rua Caracoles; eu fiquei no hostel Juriques, ele não está localizado exatamente no centro, mas nada que uma caminhadinha de 3min não resolva. É um hostel bonitinho, com um estilo meio roots. A água quente - por ser energia solar - está disponível somente enquanto o dia está claro, mas a grande maioria dos hostels são assim por lá.

Outros hostels que já foram recomendados: Campo Base, Hostal Rural, Backpackers San Pedro, Mamatierra Hostel, Hostal Laskar.

Quanto vou gastar?

Criei um post especificamente com os detalhes de preços no Atacama, confira aqui.

#viagem #atacama #chile #deserto